Visualizações de página do mês passado

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

.....

Como falar de você sem ser mórbida? Como traduzo você sem usar palavras esdrúxulas e de baixo calão? Venho sem baixar o nível tentar falar de você...
Naquele dia eu não entendi os sinais e foram tantos, e mesmo se entendesse quem sou eu perto de vc? Traiçoeira, certeira, e sem nenhuma piedade, eu não teria nenhuma vantagem sobre vc. 
A vida nós entendemos, vemos e sentimos em cada despertar, mas como entender vc? Sabemos que é certa, sem substituta, de vc não se corre, não tem aviso prévio e nem segunda chance, chega sorrateira, misteriosa e de certa forma com uma certa ironia, não manda recado e impiedosa deixa em nós um buraco, um vazio, uma tristeza incomparável.
Mesmo sem te entender, procuro nas lembranças dos últimos dias que passei com aquela pessoa que vc levou, um pouco de vc, eu sentia mas não entendia, vc poderia ter sido mais clara mas não foi, e só coube a mim com essa fragilidade humana aceitar vc...
Se eu pudesse te daria outro nome, maldita, cruel e irreverente, não sabe a dor que causa e tampouco se importaria também...todos a chamam de MORTE, mas eu hoje no auge da minha dor a chamo de coisa desconhecida, coisa alguma, coisa qualquer, sem compaixão, leva pessoas e deixa saudade...somente saudade...e eu sem nada poder fazer, choro, reclamo, escrevo, lamento...volto a mim, agradeço aqueles momentos que a VIDA me proporcionou com minha pessoa amada...Isso vc não tira de mim, esse poder vc não tem...E por mais forte que vc seja, as lembranças vc não mata, essas não vão com vc...

By Flor...

Luto eterno pela minha querida "Vó Fia"

Um comentário:

Ju Silveira disse...

Luto \:

http://balladofgirl.blogspot.com/2010/12/escapar.html